[Português] Semana de 13 a 19 de Junho

Semana onde grandes batalhas e confrontos imaginários estão a chegar. Há dentro de ti uma desconfiança que o te apanha de surpresa provavelmente tens o impulso de correr para enfrentar o teu adversário, que acreditas que o estás a enganar, contra o qual tu acreditas que tirou algo de ti. Semana em que a imaginação tem dificuldade em encontrar serenidade, apesar de tudo à tua volta ser ordenado ou relativamente dinâmico. Na verdade, ninguém te quer tirar nada ou magoar-te, mas a mente, a mente ansiosa, quer dominar um campo de batalha imaginário, assumindo as mil e uma maneiras de sentir as desvantagens. Isso é usado por certos grupos políticos ou movimentos com interesses escusos para que te comportes de maneira conflituosa para medir forças e causar suposições que alimentam o teu medo. Atenção. Pode acabar por gritar na rua mais silenciosa do mundo em nome de uma revolução que ninguém quer começar. Semana onde a economia esconde detalhes que obscurecem o panorama do futuro. Terás que encontrar maneiras mais eficazes de criar estabilidade e solidez nas tuas finanças. Já te conto alguns avisos e como entender esse presente. No amor, discussões e alarmes levam a confessar coisas que não precisam ser ditas. São tempos  de tentações e línguas compridas, e se não fores cuidadosa com as tuas suposições internas, acabas vivendo uma situação que leva ao limite, o que não era necessário. Depois explico a energia sentimental da semana. Como podes ver, uma semana em que tudo acontece dentro de tua mente, porque não queres ouvir o teu coração.

No plano material e dinheiro

Semana para acertar as contas, pois os interesses dos outros fazem-te distrair em contas parciais. Ninguém te engana, mas se te distrais com o imaginário de uma economia que só existe na tua ansiedade: ou decide por questões desesperadas, ou decide por impulso irreal. Percebes que há certos gritos de alarme que são reais para não revelar as medidas reais do que está por vir. Prudência e compreende que o dinheiro cria bem-estar porque é a medida da tua criatividade e esforço. Possivelmente, é hora de procurar essa segunda atividade ou o poder do que tens nas mãos. Além disso, a escassez empresta algumas ideias do snobismo ao transformar o minimalismo financeiro em valor. São tentativas que possivelmente falam mais da necessidade de parar de consumir coisas desnecessárias para levar uma vida tranquila e sensata. A sabedoria econômica é entender que nada te falta, mas nada sobra. Nesse equilíbrio, desperta a clareza. Atenção às visões da nova ordem da economia. São dias de espera.

No plano emocional

Semana para falar mais. Cuidado com o sentimentalismo e as falsas amizades. Nem todo mundo á tua volta ou que conheces é teu amigo. Os verdadeiros amigos ouvem-te e, se não concordarem, contribuem com os seus pontos de vista com aquele respeito que te permite que cuides da amizade. Esta semana, a tentação é justamente o contrário, confundindo sentimentos de amor a quem só oferece ternura e proximidade, e acreditando que se está nos tempos do fim em que só há tréguas. A sinceridade é apreciada quando as palavras são medidas para construir e não destruir. Os impulsos e a ansiedade de mudanças radicais fazem truques, exceto que realmente queiras uma guerra sentimental onde já sabes o fim. Semana de usar a força dos impulsos na direção oposta, a favor daquilo que te nutre e te dá força. O amor é intenso quando há respeito, admiração, escuta e compreensão amorosa. O amor tem as suas leis, e nesta semana, da paixão e da vida, o amor faz novos acordos, toma decisões e, sobretudo, alimenta mutuamente o que não se pergunta, o que não se questiona, o que não se define.

No plano experiencial

Semana de descer à terra para perceber que somos anjos andando sobre o sólido. Nossa mente quer ser racional, no meio a uma combinação energética de impulsos e tentações. Ninguém quer colocar-te à prova. Ninguém quer empurra-te para o fracasso. Mas cada um está no caminho á procura do que perdeu. O que perdemos? As palavras que constroem nossa serenidade interior. Sabe cada detalhe do que tens que fazer. Não precisas duvidar ou ficar confuso. Nem confundas os outros com as tuas manipulações e vitimizações. São tempos de coragem que, diante dos pressupostos interiores, só o caminhar acalma e revela o caminho a seguir. Sigue em frente, com força e determinação. Segue, com medo e dúvidas. Continue, com aquela curiosidade que precisas para te manteres viva. É hora de continuar e ver onde a estrada nos leva. Para de assumir o que não existe ou  não viste. Para de acreditar no horror onde a tua mente foi treinada. Confia nas batidas do caminho, porque uma pessoa em serenidade só escolhe e percorre os caminhos com o coração.

fernandoconfianza-1

Donativo

Obrigado pela generosidade para poder continuar a desenvolver este trabalho.

5,00 €