[Português] Semana de 25 a 31 de Outubro

Semana para que o fácil seja demasiado simples demais para ser verdade. Semana de confusões e suposições que nos fazem cair na tentação de acreditar em algo sem ter a certeza. Deixamo-nos levar por conversas internas, pela imaginação que criamos a partir de dados vagos e reagimos de forma desproporcional ao que poderia ser mais simples ou necessariamente merecer mais atenção. Assim, somos fáceis de enganar, confundir, prejudicar com toda a intenção de cair nas mãos de decisões erradas, porque há quem só crie labirintos para ter a sensação de poder. Somos arrastados por informações parciais que produzem mais dados errados. Parece que são dias que precisamos ter algum tipo de sucesso e o procuramos na confusão. Criamos rumores, fantasias e estranhezas de forma muito espontânea, porque a nossa ansiedade pode mais do que o nosso bom senso, a nossa maturidade infantil quer atrair poder, porque no poder ainda imaginamos realização.

No plano material e dinheiro

Semana para que o dinheiro falso passe por nossas mãos. Podemos ser enganados com algo de valor falso porque estamos mais entusiasmados com o brilho do que recebemos do que com a certeza de ter algo com propriedades suficientes para torná-lo algo valioso. Possivelmente lamentaremos a má conduta dos nossos líderes, onde refletem sua ambição e poder medíocre sobre as boas intenções. Semana para cuidar dos nossos pertences pessoais, ou se preocupar com eles em fazer as manutenções necessárias para não lamentar futuros erros. Semana para ver como nossos guias mostram os seus defeitos e criam decepções, embora as maiores decepções venham no ano que vem. O dinheiro ficou escondido por alguns dias, mas não significa pobreza, é um desafio tentar com mais criatividade e inventividade. Não é uma questão de sorte, é uma questão de astúcia.

No plano sentimental

Semana para falar mais devagar e estudar bem o que falamos, pois as palavras criam sentimentos que abraçam, mas alguns queimam ou doem. Semana para usar toda a tua paciência e compreensão diante da ansiedade dos outros. Não vamos questionar o que sentimos e sentem por nós apenas por causa de um problema de expressão. Vamos amadurecer e distanciar-nos do que é confuso enquanto esperamos dias melhores. Todos nós temos a oportunidade de dizer uma segunda vez o que tentamos de errado no início. A calma deixa-nos porque precisamos de certezas rapidamente. Aí está a confusão, porque o amor não se mede pela velocidade, mas pelos ritmos de cumplicidade e admiração, e é melhor o silêncio diante da angústia do que a falta de jeito diante da conquista. Não precisamos ganhar nem perder, apenas sentir e saber sentir o amor dos outros. Sem confirmações, porque o amor não é uma moeda, mas uma verdade absoluta que se decide no coração.

No plano espiritual

Semana para iniciar conversas com os nossos anjos e espíritos á nossa volta. Principalmente o espírito de inocência e de coragem. Tornamo-nos muito especulativos, racionais e calculistas, negando as surpresas espirituais. Queremos tudo medido porque queremos organizar nosso espanto. Nada mais falso do que o rosto surpreso com o esperado. O amor que nos rodeia não é oferecido em determinados momentos do dia, mas está permanentemente presente nos nossos momentos de atenção e distração. As dúvidas e a desmotivação da nossa Fé que move montanhas, faz com que nos sintamos vazios e incompreendidos. Tenha cuidado para não culpar os outros por nosso desânimo ou mau caráter. Possivelmente outros serão os nossos espelhos, e entenderemos que precisamos sentir novamente e dar-nos essas afeições espirituais. Voltemos ao simples e cheio de essência: vamos acender a nossa vela favorita. Vamos ligar o que deslumbra no nosso altar para que possamos sentir pelos outros e nos sentirmos novamente. Vamos dar magia ao nosso espaço. Vamos ouvir uma música que nos interrompa esses minutos para nos dedicarmos. Então vamos exercitar o sorriso. Sorriremos diante do cansaço, da raiva, da rotina. Vamos conversar com os anjos por meio dos nossos sentimentos. Talvez valha a pena voltar ao que antes nos parecia natural.

fernandoconfianza-1

Donativo

Obrigado pela generosidade para poder continuar a desenvolver este trabalho.

5,00 €