[Português] Semana de 6 a 12 de Setembro

Semana para ouvir o chamado da ordem. Governar os nossos impulsos e observar como a nossa ansiedade nos pede imediatismo, rapidez, confrontos imediatos, resoluções, definições e respostas concretas, em um processo que é interno. As próximas etapas são discutidas dentro das organizações e esperamos em silêncio por novas visões e inspirações para continuar. Nas empresas, ouve-se o apelo da crise e são tomadas medidas para atender e reforçar os desejos. Em grupos de amigos, essa preguiça e estranha quietude são discutidas. Dentro de nós, enfrentamos aquela sensação de querer parar, mas por sua vez, o conforto de fazer confunde-nos, pois sentimo-nos culpados pela quietude. Não sabemos falar com nós mesmos porque todo pensamento desperta o fazer ou não fazer. Desta vez, o pensamento precisamos sentir e sentirmos, decidir e ser responsável connosco. São dias para amadurecer e decidir internamente como vamos continuar, com quem, de que forma e sobretudo, com que sentido de vida. É também uma semana para dar ordem ao dinheiro, à comida, ao que fazemos automaticamente, porque os nossos costumes escondem definitivamente a evolução necessária para melhorar a nossa existência. Semana para perceber que escolhemos os caminhos errados e que retroceder não está ao nosso alcance. O passado e o vivido aí ficaram num lugar de memória, à espera de ser inscrito no livro da aprendizagem. Mas, nessa primeira leitura dos nossos erros, temos a força para entender que o que estava errado será memorável e decisivo para as decisões seguintes. A decisão determina-nos, e nós somos o que decidimos. Mas a decisão precisa de uma ação coerente na vida, para que o que não foi trabalhado, mas está em nossas cabeças, seja a semana para dar aquele primeiro passo de progresso pessoal.

No plano material e dinheiro

Semana para barrar gastos desnecessários, ou fazer investimentos que proponham economizar. Semana para parar de comprar o que não precisamos e tomar consciência de que comprar é um hábito naqueles objetos ou serviços que nossa vida pode faltar. O dinheiro é uma energia que quer que cresças internamente, oferecendo-se como mediador entre a carência e a alegria de viver. Abundância não é riqueza ou posses, mas às vezes engorda a vida, mas é aquela sensação de ser grato e aproveitar cada detalhe do presente, tão feliz, tão satisfeito com tanta bondade. Isso porque é uma semana em que o dinheiro bate sutilmente à nossa porta, mas temos que estar atentos quando e como abrir essa energia.

No plano sentimental

Semana para dar e oferecer a nossa essência e confissão a quem sabe cuidar e colaborar com os nossos propósitos e os nossos sentimentos. É um momento de prestar atenção àqueles que mexem com nossos sentimentos, sem oferecer contribuição, ou sem dar sinais de evolução. Estamos habituados com a amizade e os sentimentos que acompanham e redistribuem a energia do arrependimento. Semana para dar aquele salto importante e oferecer pensamentos, experiências de vida e alegrias que possivelmente se somam ao nosso momento e ao dos outros. Carinhosamente, estamos num momento em que damos e recebemos muita amizade e sentimento. Talvez precisemos disso e não sabíamos conscientemente. Na solidão, o amigo interno precisa abraçar o amigo interno do outro que está prestes a dar o seu melhor.

No plano espiritual

Semana para encontrar na ordem dos nossos espaços interiores a energia para retomar os nossos caminhos espirituais. São dias em que na ordem encontramos a simplicidade que nos orienta e estimula à decisão. O divino está a encher os nossos espaços que purificamos com oferendas: aromas, incensos, limpezas e sobretudo, com boas palavras. Semana a suspirar no ar, a agradecer ao minimal e simples que está no nosso lugar pelo prazer. São dias de lentidão que se oferecem para pensar nos nossos sentimentos, na nossa vida, na nossa eternidade. Encontraremos objetos perdidos que nos farão lembrar um sentimento. O divino deixa pistas no inusitado. Saber ler os sinais faz uma linguagem eterna com o que é superior e magnífico que nos rodeia com sua bondade e amor. Dias que nos permitem sentir o abraço divino que só quer que descubramos a nossa serenidade. Só o sereno é eterno. A alma caminha dessa maneira.

fernandoconfianza-1

Donativo

Obrigado pela generosidade para poder continuar a desenvolver este trabalho.

5,00 €