[Português] Semana de 2 a 8 de Agosto

Tempo para sacudir a cara com água fria. Para esticar as pernas. Para colocar em prática o que temos ao nível das ideias. Possivelmente não estamos totalmente preparados, não temos todos os elementos, não estamos prontos ou não temos recursos suficientes. Bem, agora é a hora de agirmos com o que está á nossa volta. Se continuarmos á espera, perderemos este grande momento de nos apresentarmos a quem somos e o que nos tornamos. A semana começa com uma mudança radical de energia, e possivelmente, o que tem que cair, cairá, sem sentir o menor sentimento de culpa, pois somos totalmente inocentes naquilo que o grande universo decidir. O que não foi decidido a tempo, necessariamente desaparece, dando lugar ao que realmente tem potencial e vontade de crescer. É um grito de encorajamento e alerta que vem do céu neste momento precioso para agir. Seremos muito abundantes se colocarmos o que há no céu na terra, se materializarmos o que as idéias estamos a tramar há algum tempo. Agora, junto com a abundância que nasce das cinzas, faz com que as pedras da destruição revelem o ouro que não contemplamos. O dinheiro pode não chegar na forma de moedas, mas chega que será de grande valor para as próximas etapas. Mas sim, são tempos onde caminhamos ameaçados, porque temos de animar os outros, aos diferentes, aos contrários, colaborando, trazendo, adicionando vontade, porque a nossa abundância depende dos outros, da força dos outros que se animem com o nosso. Porque todos temos a obrigação de fazer parte dessas alianças sem diferenças para criar a partir do «eu presente», esse «nós» tão necessário na forma de unidade.

No plano material e monetário

Semana para a ideia ser apresentada à sociedade. E ir mais longe, porque não é só dizer ao vento, mas concretizar. Chegou a hora de materializarmos com grandeza, com força, com habilidade. Cuidado para não deixar tudo pela metade, porque o universo responde-nos da mesma maneira. Damos o total dos nossos desejos e o universo dá a mesma proporção. Confiemos naquilo que nos entusiasma e nos inspira, porque são sinais de que temos razão, sem dúvida. A intuição precisa do desejo de se mover, a boa intenção ou a ideia deixada de lado não é suficiente. Nada é perfeito se não adicionarmos o espírito como grande capital. Semana de começar o que traz o suficiente e mais para nos orgulhar em pouco tempo. Semana de permitir unir-se aos outros e fazer abundância de grandezas concretas. Semana de jogar aquele número da sorte, aquele capricho e aquela façanha que pode chamar os nossos aliados para fazer do plano um grande futuro.

No nível sentimental

Semana para reconstruir sentimentos e fazer querermos colocar de forma simples o que amamos e sentimos. Menos explicações, menos memórias desagradáveis, menos arrependimentos, menos do extra para nos concentrarmos nas prioridades do coração. O amor só precisa expressar o desejo de amar e sentir amor. Porque exigimos tanto de algo tão simples? Possivelmente porque estamos acostumados com sentimentos como negócios, onde acreditamos que se exigirmos muito, ganharemos muito. O amor não é comercializado, o amor é dado e recebido. Negamos o amor com exigências e complicações porque queremos que eles façam proezas por nós como uma demonstração de amor. É mais simples e a simplicidade revela o que demoramos tanto para receber. Uma semana de encorajamento para que o mais simples e puro que podemos dar e receber chegue ao coração.

No plano espiritual

Semana para agradecer profundamente e compreender que a divindade nos dá oportunidades de aproveitá-los, além de tirar-nos do que mais tarde apreciaremos por nos termos salvado de coisas que teríamos lamentado. O universo conduz-nos em tempos de caos interno e externo, apenas porque procura a acomodação de novas idéias e caminhos em tempos de transformação radical. O divino não é cruel ou tempestuoso. Experimentamos o infortúnio interiormente porque sentimos que isso afeta nossa conveniência. São tempos em que nada garante que teremos o que pensamos ser nosso. Porque a nossa única coisa é entender que temos tudo para tornar grande o que sentimos como honesto, humano e que dê bem-estar a todos. Semana para agradecer a cada gesto e sinalizar que tudo está indo. Mas a chave espiritual tem a ver com os sentimentos de todos. Se vamos pedir algo hoje em dia para que os anjos saibam nos guiar, façamos agradecendo a oportunidade de poder pedir. É um dom tão sagrado e puro poder manifestar os nossos desejos, que possivelmente naquele profundo “obrigado”, entendemos que o desejo é um sopro e não um desejo conveniente. O divino dá-nos o que é para todos. Sejamos gratos, só sejamos gratos por sermos abençoados com estes tempos de tanto para tantos.

fernandoconfianza-1

Donativo

Obrigado pela generosidade para poder continuar a desenvolver este trabalho

5,00 €