[Português] Semana de 24 a 30 de Maio

Uma semana onde o absurdo é deixar-se invadir pelo desespero, que nada mais é do que mostrar a nossa inflexibilidade e a nossa rigidez com os tempos que vivemos: de transformação. Talvez, para observar o curso das nossas atividades e pensamentos, seja melhor abandonar a palavra “conveniência” de uma vez por todas. Possivelmente é muito difícil ter um futuro adequado, pois o universo, há três anos, impulsiona-nos a conviver, participar, compartilhar e criar uma comunidade para pensar o sentido do humano entre todos. Longe da anarquia, existe uma confusão interna que faz com que o medo cresça em direção à fantasia e ao irreal. O que nos traz de volta à realidade é a calma para pensar, sentir e construir novos comportamentos no sentido da justiça, principalmente nas oportunidades e talentos com valor, mas não na comodidade. Esta semana destaca o que não gostamos como um todo e não como individualidade, sendo um momento de conversar e estabelecer novos pactos para encontrar aproximações com quem está distante, com quem precisamos e precisam de nós, e com quem pensa e acredita em coisas diferentes. É nestes contactos e encontros onde surge a magia da compreensão amorosa que dá paz e bom senso. Mas se insistirmos no medo e na teimosia de nossas crenças, o universo vai ensinar-te a lição com força. Enfim, tempo de um fantástico eclipse em que afeta a nossa esperança e a nossa construção com solidão espiritual. Dias para construir crenças no divino ou na energia sensível do humano. Estamos muito próximos do mágico e paranormal para resistir e negar o que inevitavelmente aparece na nossa frente.

No plano material e monetário

É uma semana em que é melhor pensar duas vezes. É preferível evitar o impulso de assinar acordos dos quais nos arrependeremos mais tarde, ou de aceitar compras ou decisões sem ler bem os contratos. São dias para observar que, do outro lado, há quem nos ofereça pelo medo a própria comodidade e não o que será um bom acordo para todos. Estes são tempos em que a matéria e o dinheiro estão cheios de medo e os desesperados só pensam em si mesmos. Vamos dar tempo aos nossos interesses, mas principalmente, vamos construir ambições gigantescas e bem sonhadas a partir da calma e da prudência, para que a abundância tenha espaço para todos. Que as nossas decisões não são por um ponto da história, mas sim por uma vocação e um sentido profundo. O dinheiro é para aqueles de nós que participam e não para os avarentos ou para aqueles que agem com engano ou acordos ocultos.

No plano sentimental

Semana para permitir a mudança de ideias e ver a transformação dos sentimentos. Alguns vão para o afastamento e a dissolução de amizades e amor, e outros vão para a confirmação e a paixão. São dias em que entendemos que nada é para sempre e estamos renovando sentimentos nos nossos corações. À medida que amadurecemos ou tomamos consciência disso, podemos ver os nossos erros e aceitar que é nossa responsabilidade pedir desculpas e aceitar a correção de nossas ações. O sentimento invade o nosso pensamento reflexivo, o nosso sentimento maduro e a nossa ação coerente. Possivelmente nem todos acreditam nisso, mas pelo menos estaremos cientes de que o oposto magoa-nos radicalmente.

No plano espiritual

Semana de lua cheia, e talvez a lua mais espiritual do ano. Na quarta-feira, há um caminho para a maturidade profunda de dentro para fora. Pode demorar alguns dias para perceber que mudamos de ideia, permitindo-nos sair dos extremos para procurar aquela parte que reconcilia o interior do nosso ser com a realidade. Procuramos consistência que foge da conveniência. A conveniência criou muitas divisões e radicalismos, enquanto lucrávamos excessivamente às custas dos outros. São dias em que entendemos o significado profundo, apenas se formos flexíveis em horários flexíveis. Quem quer que se apegue às suas crenças teimosas afunda no mundo profundo da desvantagem. Quem dá, recebe. Quem nega, nega a si mesmo. O sagrado é compartilhar e colocar a serviço o que tanto nos tem dado. É uma semana de sensibilidades que não perturbam, mas dão visão, intuição e certezas sensíveis, talvez nem boas nem más, mas sensíveis.

fernandoconfianza-1

Donativo

Obrigado pela generosidade para poder continuar a desenvolver este trabalho

5,00 €