[Português] Semana de 8 a 14 de Março

Semana de onde é fácil ficar com raiva quando não encontramos os caminhos indicados para nossas idéias. Além disso, sentir melancolia de alguns detalhes no mundo de sentimentos que não podem ser superados. Demoramos para esquecer a raiva de questões malsucedidas e, dadas as evidências do presente, é impossível que o passado volte a um hoje tão diferente do ontem. Se sentes o mesmo de ontem, verifica o que é que te prende ao passado, não para descartá-lo, mas para aprenderes com isso e dar o passo para o que queremos e desejamos na vida, para abrir mão do que não é nosso. É uma semana de lentidão em tudo o que nos rodeia, onde as grandes pausas convidam ao descanso ou à criação. Também para estudar e iniciar algumas atualizações ou hobbies que aguardam um incentivo. Mas o mais importante, tem a ver com a ocorrência ou encontro de ideias que transformam a visão das nossas atividades. Seduzimo-nos em conversas onde a criatividade fabrica ideias brilhantes, possivelmente soluções, ou a criação de caminhos luminosos. Encontramos o que nos deixa curiosos e nos encoraja totalmente, ou pelo menos dá-mos o primeiro passo. Será diferente e radical para o cotidiano, ou para o esperado. Não tenhamos medo e ousemos quebrar o óbvio, se necessário. É hora de olhar para dentro e descobrir o que nos surpreenderá num mundo onde o fio que conduz a um novo centro ainda não foi encontrado. Ainda não sabemos o que é equilíbrio, ou como se chama aquilo que ainda não foi ordenado. Mas é importante tomar a decisão de estar onde as novas ideias brilham e onde as contribuições que temos de fazer para as nossas atividades e os nossos relacionamentos nos permitem adicionar mais do que tirar. Com a Lua Nova desta semana alinhamo-nos àquilo que, se realmente queremos, revela-nos como autêntico. É uma semana onde reencontramos essa essência dentro de nós, e não em nenhuma loja ou moda que nos ofereça um modelo usado. Desta vez, deixa ser novo e criado por ti. O que acontece com os outros não nos leva a nenhum lugar. Vamos descobrir.

No plano material e económico

Uma semana para trabalharmos é o aspecto da estabilidade, e simplesmente deixamos que os sinais curiosos e um tanto mágicos da vida cotidiana nos dêem pistas poderosas para onde nosso destino está deslocando-se. A abundância deixa a sua marca e desta vez prestamos atenção. Sentimo-nos sortudos quando, perto do fim de semana, encontramos ideias novas, frescas e reveladoras de como contornar os dilemas que prendem os problemas e o desgaste das nossas atividades. Está em jogo a renovação da forma como ganhamos dinheiro ou valores que nos permitem transformar nosso potencial em realidade. Tudo o que se parece com o outro não é. O grande ganho está no que criamos para nós. A equipa fará o resto, pois nenhum tesouro é descoberto sozinho. Só é possível criar valor em equipa e, deixando os nossos nomes para trás, abre-se o caminho para as transformações que estão por vir. E não será o trabalho de uma pessoa, mas a soma de pequenas e grandes contribuições de um grupo de interessados numa questão comum.

No plano emocional

Semana para ficar em silêncio e possivelmente amadurecer os sentimentos. Sensíveis ao máximo, preferimos evitar dar opiniões ou decidir aspectos que definam o amor. Embora sintamos essa energia sentimental, precisamos de tempo para amadurecer e fortalecer o nosso espírito. Incentiva profundamente ter conversas banais e engraçadas para encontrar a leveza que vai equilibrar nossa fragilidade interior. Nada para nos alarmar, mas evitemos criar escândalos e conflitos onde possamos evitá-los. É melhor sorrirmos e dizermos que somos sensíveis. Vamos mostrar a nossa vulnerabilidade e confiar noutras pessoas que nos apoiam. Vamos descansar nas conversas, empresas e presenças de quem nos rodeia. O silêncio torna-se amigo de todos. Deixa ir o que tem que ir. Não possuímos nada nem ninguém. Abandonemos principalmente os sentimentos que são mais nossos do que aqueles que desejamos ser amados. E funciona para os dois lados, porque o que se dilui deixa espaço, mas o essencial vai deixar uma marca.

No plano espiritual

Semana para usar o silêncio como motivo para levar a mente a um estado de leveza. Possivelmente por uma melodia que não podemos esquecer, ou por algum pensamento que nos retorna infinitas vezes. Uma semana para preencher o nosso espaço íntimo ou os nossos objetos mais preciosos com cores e ordem, em vez de preencher os nossos recantos que adoramos com música e sons. O silêncio permitirá acalmar esses traços de ansiedade diante das incertezas do dia-a-dia. Há muitas coisas que não serão resolvidas ou levadas ao que queremos. E o silêncio permite-nos parar as nossas intenções que não temos controle. Vai ser exasperante no início, mas render-se à calma do silêncio parece ser uma boa maneira. Quando estivermos lá, naquela quietude do nosso canto, recomendo que sussurremos um “obrigado” por essa sensação de quietude. Sentiremos o contato mais profundo com o que há de mais sagrado e espiritual que nos rodeia. Não estamos sós, e esta gratidão sensibiliza todo o imenso poder do divino que nos acompanha nos momentos de sensibilidade. Vamos apenas confiar. Estamos a começar um tempo luminoso, mas todo começo merece quietude para entender o que há de mais sutil que vem de dentro de nós. Nada de fora, nada de outros.

fernandoconfianza-1

Donativo

Obrigado pelo teu donativo. Agradeço inmenso a tua generosidade.

5,00 €