[Português] Semana de 18 a 24 de Janeiro

Fomos treinados durante todo o ano passado a não confiar nos planos, pois a maior parte do tempo tinha uma forma de nos ensinar o que tínhamos que redirecionar nas nossas vidas e o que confirmar. E hoje vivemos parte dessa transformação á força, mas chega a grande mensagem do ano, fazendo com que os planos mudem profundamente. E sem ser um castigo, é condição para um processo de transformação profunda. Alguns vêem como prejudicial, porque sentiram que foram poupados das consequências drásticas deixadas pela pandemia, mas começarão a pensar que realmente é verdade que as mudanças são internas, o cuidado é extremo e que a abundância pode exigir um modelo que vai parecer empobrecido, mas ninguém disse que temos que medir tudo com moedas, porque para um momento em que o que tem valor, significado e interesse é a maneira como vivemos o simples, o belo e o profundo, sem abandonar e sem desistir dos nossos desafios. Esta semana começa uma das três fases do ano de voltas importantes para compreender que ter, estar, ser, e agradecer estão em coerência com as decisões e crenças que nos obrigam a reagir de forma mais simples, com mais emoção, com mais atitude, onde a luta, o sofrimento, o sacrifício e o tormento deixam de ser o modelo básico de desenvolvimento profissional e sentimental para aqueles quem percebe que tem sentido na vida. A nova forma de viver ainda não tem nome, mas teremos que cuidar de cada pequeno excesso e de cada pequeno tormento, porque tudo que tem empatia, equipa, alegria e bênção vai vencer. Lamento para quem só sabe exigir da vida e dos outros, para os rancorosos, os rudes, os manipuladores e os exigentes como forma de orientar as atividades, porque são eles que têm a tarefa mais difícil.

Plano físico e econômico

Semana para reduzir sacrifícios para aumentar os lucros. Existem mudanças drásticas que giram para nos dizer o que continua e o que não. E sem ser uma má notícia, espero que nosso sentido de vida e propósito estejam alinhados às novas condições. Sem grandes perdas, há complicações no que esperamos receber, forçando-nos a focar em bons relacionamentos para passar do que sabemos para o que é novo. Semana em que o esforço obriga a salvar o que foi feito e entender que existem novos empreendimentos e atividades cheias de valor, percebendo que dinheiro não é a única medida para entender que estamos a avançar. A economia obriga-nos a reduzir as despesas e evitar a exposição a riscos desnecessários. Talvez a retirada de tudo o que nos atormenta seja um grande negócio.

Plano emocional

Semana para que os sentimentos falem a verdade, e talvez os nossos costumes e as nossas certezas estejam ameaçados. Geralmente acreditamos que os outros toleram plenamente a nossa forma de ser, mas é uma semana em que compreendemos que esprememos o relacionamento para um lugar difícil de retornar. Semana onde aceitamos com resignação os limites do amor e só ficamos calados e aceitamos. Sem necessariamente perder nada, vamos cuidar da nossa bondade ao explicar o que acontece, porque no final seremos nós que criaremos uma situação onde o outro ou os outros não toleraram mais. Não haverá compensação que possa impedir este momento.

No plano espiritual

Semana para compreender que as nossas crenças são pessoais e que a busca pela espiritualidade não é uma atividade social. Semana para dissipar a ilusão do outro lado da realização do nosso processo espiritual. O outro, ou os outros, não nos acompanham no nosso caminho de realização ou na busca dos nossos propósitos. Cada um tem o seu caminho e a sua forma, onde a colaboração é uma maneira de sentir que somos reconhecidos e reconhecemos o bem-estar do outro, mas não significa que caminhem para o mesmo lugar que buscamos como realização. Outros constroem as suas próprias crenças e determinam o seu sentimento espiritual nos seus próprios caminhos, dissipando a ideia do bem e do mal. Nada é bom e nada é mau, só existem crenças que nos dão serenidade. Semana para encontrar luz dentro de nós e não nas respostas dos outros, nem na boa sorte do meio ambiente, felizmente nos dias de hoje parece que o relógio do universo esforça-se para produzir transformações radicais em todos os planos. Necessário para o descanso, para o nascimento do novo Ser Humano. É verdade que há quem não queira que estas evoluções aconteçam e, esta semana, serão esmagados pelo peso das mudanças de uma forma onde só o silêncio compõe a integridade e a dignidade. Melhor retirar-se silenciosamente para nossa casa sem comentários e evitar o clamor do ressentimento e da desordem que é apenas um espelho da nossa frustração confusa e tempestuosa. Eles dão-nos luz e bênçãos divinas, o que não significa que andemos por um plano perfeito cheio das nossas intenções – às vezes – distorcidas.

fernandoconfianza-6

Donativo

Obrigado pelo teu donativo. Agradeço inmenso a tua generosidade.

5,00 €