[Português] Semana de 7 a 13 de Dezembro

Semana para sentir que estamos a meio do caminho entre duas portas, uma que se fechou em relação ao eclipse anterior, e outra que nos espera no próximo eclipse na próxima semana. E neste trânsito do tempo, não nos conhecemos e temos a sensação de que caminhamos com a leveza de termos deixado algo em casa. Perdemo-nos e os nossos objetos perdem-se, esquecemos o que é valioso, ficamos confusos sobre o que é importante. Além disso, algumas pessoas cortaram abruptamente a comunicação connosco e, por sua vez, estamos definitivamente afastando-nos daqueles que permaneceram ao capítulo anterior das nossas vidas. Não nos conhecemos e na inquietação dos nossos desejos, o que antes era uma perdição já não nos satisfaz. Este trânsito, anunciado durante meses por este humilde servo, indicava que o trabalho pessoal era sonhar e decidir as nossas novas paixões, as nossas novas ambições, os nossos sentimentos em total alegria e as nossas vidas consolidadas, tanto no trabalho como pessoalmente, para que hoje tenhamos a bússola ajustada quando sentimos o sopro do novo ímpeto. E isso tem um impacto no social, quando apreciamos as revoluções sociais, que não terminarão até atingir as últimas consequências da cega sede de vingança diante da perda e da injustiça, esquecendo todos os critérios e razões, vendo-nos guiados por um clamor que às vezes nós é desproporcional. Tudo isto obriga-nos a repensar a liderança e observar a confusão dos governos e dos centros de poder nas empresas e organizações. O poder impõe-se, mas enfraquece rapidamente por não ter sustentação nem conteúdo argumentativo, pois o poder em qualquer ordem das coisas nunca considera a evolução como a variável mais importante. É um momento intenso que sintetiza em consciência a mensagem que o tempo quis transmitir sobre este ano que vivemos. São dias em que somos obrigados a transformar as nossas crenças para podermos desenvolvermo-nos na próxima etapa e não ficarmos presos no túnel das duas portas. Iniciamos uma nova etapa da nossa vida que carece de definições pessoais, requer de certezas e explicações internas e, sobretudo, não conhecemos o caminho que percorremos, não para o encher de dúvidas, mas para o reconhecer e fortalecer nas nossas profundas emoções e as razões do que queremos ser e sentir com toda a honestidade.

No plano material

Semana para se sentir decepcionado com o que é arrecadado, ganho ou conquistado, sentindo que tem pouco valor. Parece que mudou a nossa apreciação do real, e sentimos que não é nem muito nem pouco, mas que o que estamos a conquistar não brilha. Não é hora de abandonar, mas de transformar o nosso mundo material talvez com golpes radicais, como mudar a distribuição dos móveis da casa, fazer uma atualização do nosso trabalho, dar um golpe profundo na estratégia que temos trabalhado, ou dar por concluído e inaugurar a nova forma de sentir a vida proveitosa. A vida material (trabalho, dinheiro, objetos e bens) precisa de tempo para ser apreciada. Não perdemos tempo para admirar e encher-nos de orgulho pelo que foi realizado. Só o lazer pode devolver o charme ao que temos de valorizar e, por sua vez, separar o que é importante do que não é. Semana de lucro, quando comemoramos primeiro e trabalhamos depois.

No nível emocional

Semana para nos maravilharmos com as manifestações e atitudes desconhecidas dos outros em relação a nós. Nós também nos desconhecemos reagindo com pouca tolerância e possivelmente com alguma violência. Estamos a sentir o desgaste em forma de frustração e expressamos da pior maneira o que nos dói por dentro. No amor, precisamos de muito tempo para conversar para reordenar as prioridades. Mas serão as prioridades que definirão o amor esta semana, porque por sentimentos fugazes, melhor que não. Semana de sentir intensamente. Pode causar confusão aos outros quando queremos impor a reação ou agir como queremos, o que será um grande erro.

No plano espiritual

Semana para deixarmo-nos levar com os sentidos bem abertos. Porque é uma semana de profunda comunicação com o teu ser interior e com os anjos que te rodeiam. Tudo o que nos querem dizer é para o nosso bem. Mas ninguém decidi por nós. Todas as pistas e sinais indicam que temos de decidir fechar a porta do passado para abrir a porta das novidades. Sabemos que tememos o desconhecido, mas temos de aprender que não controlamos nada e nunca estaremos no controle de tudo. Só sabemos viajar no tempo, aceitando, confiando e aprendendo os detalhes de tudo o que nos rodeia. Nada é melhor ou pior. Só viajamos e temos de aprender a adaptarmo-nos permanentemente. Diante da realidade descontrolada, valorize-a com amor e a capacidade de ver com paz até onde as pessoas são capazes de ir na sua total ignorância. Podemos sentir a tentação do clamor popular, e é bom que assim seja, porque estamos a reconhecer os nossos novos valores que precisam de manifestar-se. Semana para perceber que saber não nos torna sábios, mas estar atento torna-nos responsáveis ​​pela nossa coerência. Perdoamo-nos por ontem e rendemo-nos ao que está por vir. Confia no tempo que nos dá tudo o que precisamos, mesmo que não seja o que nossos caprichos desejam.

fernandoconfianza-1

Donativo

Obrigado pelo teu donativo. Agradeço inmenso a tua generosidade.

5,00 €