[Português] Semana de 16 a 22 de Novembro

Somos possuídos pela transformação. Há quem queira deixar tudo como estava ou dar lugar às fórmulas do passado. Pois não, por ali existem estradas esquecidas, cheias de ferimentos e falhas, além do facto de as estrelas indicarem que cruzamos uma porta que não será reaberta ao contrário. Hoje em dia, existe um desejo de realização muito poderoso que vem de dentro de nós, mas obriga-nos a reestudar as nossas forças sem melancolia, porque não seremos os velhos novamente, mas os novos com os quais individualmente sonharam. Somos quem imaginamos? A nossa casa está como queremos? A nossa cidade é o lugar onde enterramos as nossas sementes de poder? É isso que nós merecemos? Possivelmente por etapas, vamos atear fogo a todo o passado para colocar de volta os rebentos que nos dão novas formas de nos organizarmos, novas formas de nos guiarmos por mundos muito diferentes, enquanto acabamos de despertar das decepções aprendidas no passado, principalmente de ser o melhor, e ser cada vez mais, fazer melhor e partilhar o nosso trabalho para que se agregue ao trabalho do outro. Vêem futuros onde os governantes (corporativos e governamentais) convidam-nos a sonhar com o nosso potencial e fazer parte de um sonho colectivo, que nos inspira, que nos dá aquela sensação de que é possível, e não governos que nos dizem no que acreditar e no que não acreditar. Os super-heróis ensinaram-nos a separar o mundo real do poderoso que nos resgata. Nenhum super-herói se autodenominou presidente ou governo de qualquer coisa, porque ensinaram-nos que o poder é usado com nobreza e humildade. Eles ensinaram-nos a separar o bem comum do ganho pessoal. A cada dia percebemos que mais cedo ou mais tarde as máquinas farão o que já fizemos com as nossas mãos, então agora o “mais”, o “luxo”, a “verdadeira riqueza”, é ter a capacidade de ter calma e ter a capacidade de criar, compreender o outro e formar uma equipa. Os esforços são para uma determinada fase da vida, e agora é a hora de termos valor dentro de nós, aquilo que se conhece no estado de ócio. Lazer não é perder algo valioso, mas ganhar o que nunca ousamos imaginar: o nosso próprio ser em total atitude de força e poder.

No plano material

Uma semana para decidir que basta e abandonamos aquela atitude em que os outros decidem por nós. Tomamos iniciativas com ímpeto, com prioridades e com fidelidade aos nossos gostos e desejos. Levamos a sério essa batalha de empreender. Mas desta vez, não pensamos em vencer, mas em construir o nosso bem-estar, e que ele nos devolva com méritos justos para todos. Possivelmente é uma boa semana para saber que há muito para começar e para ter um retorno monetário que nos dê o alento que esperávamos. Mas nada vem da generosidade espontânea, mas a abundância é uma atitude e é hora de mostrar o nosso valor em todo o seu esplendor. Falar com os outros, comunicar o que somos e temos, o que sonhamos e nos dá incentivo e inspiração, torna-se o mais poderoso motor de lucros e promessas, porque a promessa do óbvio procura apenas ofertas e preços baixos, enquanto o único e feito com vontades e sonhos, faz com que tenha altos valores que superam o merecimento.

No nível emocional

Semana para priorizar o sentimento puro que nos dá harmonia e sentido de vida. Há momentos em que nos afastamos daqueles que estão permanentemente, para colocar toda a nossa atenção e admiração naqueles que têm sentimentos verdadeiros por nós. Dedicar-se a alguém devolve-nos o poder e a clareza para termos certezas. O amor assombra os nossos corações, mas não é para todos, mas para aqueles que sabem que construiremos florestas de sentimentos e abundância. Semana a ser impelida por causas e valores que nos incentivam a sentirmo-nos parte de uma transformação. E que a transformação comece hoje, e não pelos arrependimentos do passado que já não pertencem ao nosso presente. O passado pode contactar-nos com palavras do passado. Uma pena imensa para quem ainda acredita que somos os de ontem, e não vê que somos novos, e que os nossos erros de hoje são lições, pureza, coerência e força. Isso é amor, sempre se recria para dar e receber, nunca pára ou congela.

No plano espiritual

Semana para confirmar que o universo não quer fórmulas comprovadas. Ele não quer almas da direita ou da esquerda, mas de dentro, puras e de todo o coração. Ele não querer produtivos ou vagabundos, mas criadores daquilo que dá valor ao outro. Não quer exploradores nem avarentos, mas protectores deste paraíso que nos foi dado. É uma semana para atitudes de compreensão amorosa além da nossa cruz ou do nosso símbolo sagrado. Semana de coerência interior, cheia do sabor da nossa própria e nobre justiça, acima das nossas crenças. Todos temos aquilo que nos faz reflectir sobre o bom e o sagrado, porque todos sentimos que temos permissão para errar. A força para tentar nasce novamente. Semana em que o espírito nos contagia com aquela vontade e fé que não quebra nem acerta em nada nem em ninguém, mas em silêncio, nos incita a caminhar com firmeza para um lugar que não conhecemos. Os caminhos da vida não têm destino nem fim, mas paisagens e frutos. Podemos sentir-nos cansados ​​e com uma sensação de entrega. Mas ouvimos aquela voz interior que nos convida a tentar novos caminhos novamente. Nunca experimentamos o novo por medo do que dirão ou do desconhecido. Sempre escolhemos o testado e o verdadeiro. Semana para decidir escolher a única coisa que não ousamos. Entendemos que repetir o que os outros fazem faz parte de uma série repetitiva. Ousando os nossos preconceitos e vergonha, faz-nos descobrir que existe um mundo fora de nós, que existem riquezas que nos esperam e que existem sentimentos corporais e espirituais que já cantam as tuas canções de glória.

fernando-2

Donativos

Obrigado pelo teu donativo. Agradeço inmenso a tua generosidade.

5,00 €