[Português] Semana de 4 a 10 de Novembro

A solidão e a companhia

Semana para sentir que é necessário ser independente e livre, mas, por sua vez, tu desejas partilhar os teus pensamentos com alguém e embalar-te em abraços de ternura. Talvez não seja medo, talvez seja um sentimento de companhia, porque é o momento em que tu te sentes sozinho. Sentes que não há ninguém que te entenda, e as conversas com os colegas parecem-te vazias. Toda a gente está a mudar de atitude e a olhar para os interesses que não são os teus. Tu sabes que precisa encontrar um novo interesse, a um novo lugar, a uma nova situação, mas não sabes como perder o teu vício do que te parece mais confortável. Semana para aprender a manter o equilíbrio da tua independência, da tua caminhada sem destino, dos teus olhares perdidos no horizonte daqueles que recebem idéias e conversas imaginárias, como se tu vencesses o teu oponente, como se pudesse dar as razões contundentes a quem te escuta na tua imaginação.

Por sua vez, no mundo á tua volta, semana de confrontos e lutas pelo poder. Tu defendes o que pensas ser teu e, possivelmente, quem tem mais energia e força vence. E às vezes a força é mais elevada quando coletiva e não no poder dos poderosos. O cego vai perder. Quem souber ouvir, vencerá. Não te arrependes quando se trata de entender que existem coisas que já não te pertencem, porque ainda há muito que caminhar e, possivelmente, tu estás a enfrentar novos desafios, novos problemas e novos territórios. Sem cantares vitória, quando valorizas o que ainda está nos teus domínios, porque são horas de viajar com pouca bagagem. E o ganho é saber que o que tu crias com talento será o objeto valioso do outro. Espero que possas compreender isso tão profundamente, porque é a chave do presente e a chave mestra do trabalho do futuro. Podemos conversar em uma sessão dedicada ao valor de seus talentos.

Ganhos no meio da desordem

Semana em que os ganhos se opõem às organizações sociais. Existem e em abundância, mas com um esforço adicional resultante de desordem social, regional, governamental e organizacional. Há muito stresse nas empresas, porque há muita incerteza em relação ao futuro imediato. Além disso, semana em que existem bons acordos que dependem de decisões governamentais e organizacionais. Há muita desordem social em todas as áreas, porque ainda não se sabe que a definição de “humanidade”, “colaborador”, “talento”, “lucro” e “prosperidade” está em crise. Ninguém ainda toma decisões profundas sobre o futuro, porque existe medo a ter coragem de apostar em um determinado futuro. As tuas atividades comerciais dependem das definições de directores e líderes que recuperam a visão, mas não gostam do que veem. Não é fácil para um líder compreender que errou no seu entendimento. E não é porque lhes falta inteligência, mas que a sua inteligência serviu para tempos do passado e não para os desafios do futuro. Diante de novos horizontes, novas maneiras de se relacionar com a inteligência … o problema e, por sua vez, o desafio, é projectar novas inteligências para relacionar o que imaginam. Vence quem se atreve a explorar o desconhecido, porque no conhecido já existe alguém a trabalhar nele.

A vida um tanto sentimental

Semana para procurar carinho e mimos. A melhor recomendação é refugiar-te na tua própria empresa, no teu hobby, nas tuas atividades divertidas e nas crenças espirituais. E quando sentes que as tuas atividades têm alegrias e brilho, tu as partilhas com quem abraça os teus sentimentos. A empresa não preencherá o teu vazio sentimental por um longo tempo. E não é porque não pode, mas porque não é a sua obrigação. Ninguém te vai amar para te fazer sorrir. A empresa é admirar e partilhar os teus sentimentos sem esperar que preencha a tua vida. A tua vida é cheia das tuas experiências dos teus sonhos. É uma semana em que tu aprendes essa transformação: na tua vida tornas-te consciente de viver cada detalhe como teu e depois partilha em reuniões íntimas. Semana em que podes te descrever como solitário, tendo que viver adequadamente a cada minuto do dia. É bom que o coração descubra que tu és capaz de te amares a ti mesmo e de te dares carinho sem exigir que outros o façam.

Conversa com os teus anjos

Semana para conversar com os teus anjos. Já dissemos no passado que os anjos falam em sentimentos e deslumbre. Semana para dedicar ao silêncio e experiência espiritual. O silêncio de fazer uma pausa em um parque, em um espaço aconchegante, perdendo o olhar no horizonte faz com que tu possas suspirar e dedicar essa batida do ar à experiência espiritual. Converse com o teu anjo sentindo alegria, mesmo que tu a fabriques artificialmente. Imagina o sorriso que terás quando tiveres nas mãos parte do que deseja. O anjo não entenderá se imaginar a vida de alguém nas tuas mãos, porque os anjos não mudam o destino dos outros. Imaginativamente, deseja detalhes ou partes das tuas ambições e, em seguida, junta as mãos para receber a respiração interior. Os anjos sentirão que existem aspectos da tua vida que desejas como coração e te darão sinais para caminhares pelas pistas correctas. Crer para ver, porque o verdadeiro cego é o que não acredita nas suas pisadas.

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s