(Português) Semana de 1 a 7 de agosto

Semana para te encontrares com a árvore que dá frutos. Imagina que caminhaste durante meses à procura do teu equilíbrio, da “tua” abundância, da tua paz interior y da “tua” harmonia com os outros e, de repente, acontece chegares a um lugar onde nada mais há que colheres frutos com uma intensa doçura. Significa isto que é tempo de sentir prazer? Sim, prazeres que se partilham e se dançam; prazeres que se celebram avançando-se fluidamente em direção a territórios de conveniência. Mas, ao mesmo tempo, tempos para compreender que as estratégias de defesa, prudência, silêncio, distância e egoísmo para cuidar e alimentar o teu Ser; para crescer e amadurecer, já foram conseguidos individualmente e, agora, a colheita é feita em grupo e requer a tua habilidade para dar e receber, seja abrindo o teu coração aos outros, seja compreendendo que existe um aspeto em Ti que precisa de aprender do exercício que é conviver com outros que vivem ao teu redor.
Semana para te abrires a propostas de trabalho, iniciar novos ciclos de atividades, celebrar contratos que serão um benefício para Todos.
Semana onde a abundância se sente em pleno por a merecermos, porque a podemos sentir em comunidade. A solidão não permite “ver” onde está a prosperidade, porque estes já não são tempos individuais de abundância, mas sim tempos de a viver em comunhão. A riqueza mobiliza-se indo “de mão em mão”, adquirindo assim mais valor porque já não é apenas teu, é de Todos. E na tua casa, no local onde praticas as tuas atividades, na tua cidade ou nas associações ou grupos comunitários que criaste ou nas quais participas, começam a brotar os frutos que o Grupo “cultivou”. Por isso, é uma ótima semana para agradeceres o poderes pertencer, o poderes interagir e para agradeceres o ato de poderes colaborar.
Semana para valorizares o teres companhia; juntos é possível compreender que o valor individual fica mais forte y brilha em todo o seu esplendor. O individual serviu-nos para o podermos oferecer como parte do fruto comunitário. Não podes dar o que não tens, e agora percebes que tens muito mais para contribuir quando se unem forças, sentimentos e potencialidades.
Semana para receber muito mais do que esperavas, se souberes conduzir o teu caminho pelos limites do respeito e da harmonia. Semana para receber ofertas, propostas ou aprendizagens que nos tornarão mais fortes e “abundantes” se soubermos trabalhar somando o Todo. Colaborar não é oferecer o que Sou; colaborar é saber o que significa fluir, o que significa o intercâmbio de dar e receber aquilo que necessitamos, fazendo-o com harmonia: não ofereço tudo, pois vou ficar sem nada; nem recebo em excesso porque não saberia administrar tanta energia.
Semana para valorizar o Outro através de Ti; saber que existem níveis de consciência e aprender que viver em harmonia não significa viver sempre feliz, mas sim num equilíbrio saudável. Compreender que os que ficaram para trás já não fazem parte do teu presente e que esse limite estabelecido é mais importante do que as lembranças: aprendemos o melhor que pudemos com o nosso passado, mas “ele” já não pode fazer parte da tua vida atual. Tu mudaste e o teu “passado” poderá não o ter percebido. Agora, o teu presente obriga-te a agir com o “teu” presente, e os sentimentos de hoje dirigem-se a um amanhã com imenso valor e não a um passado de culpas. Já nada há para fazer com o que foi vivido; agora apenas deves ocupar o teu tempo a sonhar, planificar e viver o Hoje visando o contentamento. Compreender que uma ótima e grande amizade não é um limite para te fechares a outras amizades. A amizade aprecia-se em liberdade. Em tempos de partilha, de viver em comunidade, o exclusivo não significa fechar-se ou negar o Outro. Tens permissão para disfrutar de várias companhias ao mesmo tempo e tens a energia necessária para intercambiares Valores que te trarão imensa alegria e tranquilidade; mas também para compreenderes que apenas conseguimos manter-nos em equilíbrio quando são respeitados os limites do teu agir. Ser honesto contigo próprio é um princípio importante para compreenderes que cuidas do Outro como cuidas de Ti; que assim não enganas nem confundes o Outro quando te surgem situações que te confundem. Ser honesto é pensar, sentir e agir de forma coerente.
Semana para compreenderes que aqueles que não concordam contigo, não poderão conviver com o “fruto” do teu presente. A distância é uma forma de amar muito poderosa que pode também cuidar-te. A distância é uma forma de compreenderes que, por mais que nos esforcemos por estar perto, existem situações que, mesmo assim, não serão satisfeitas, nem conseguido o seu equilíbrio e, por este motivo, a distância poderá representar a harmonia mais profunda de nos sabermos em paz. Olhamos com distância quando temos de “nos” ver, mas não somos obrigados a olhar para onde não queremos.
Semana para disfrutar de tudo o que te rodeia. Está aí para ti. Estão aí para ti. Aos “pares”, em equipas ou grupos. Todos estão aqui para celebrar a abundância. Os esforços devem ser celebrados com prazer, caso contrário perdem o seu valor. A vida na Terra não é uma experiencia de sofrimento, mas sim de deslumbramento que nos deve levar a celebrar cada descoberta, cada sentimento, cada enamoramento e cada momento em que Um se oferece ao Outro e o Outro Se oferece a Ti! As relações são a Chave para entender esta Semana!

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s