(Português) Semana de 25 a 31 de julho

Semana de criatividade que dá valor ao teu caminho. Ainda sob a influência da Lua Cheia da semana passada, atreves-te a dizer “sim” ou “não” ao que necessita de resposta. Leva o tempo que necessitares para processares o que não sucederá mas, nesse processo, poderão surgir situações tão boas que, no meio de algumas tristezas, repentinamente surgirão flores frescas. No meio da confusão, vais caminhando por uma ponte da qual já atravessaste mais de metade. Para trás ficou o peso de algumas rajadas de vento e fica agora a brisa fresca que ainda congela os ossos. Caminhas de uma vida para a outra. Nem todos são conscientes disto, mas encontraste um lugar completamente novo, o qual será “ornamentado”, pelos que são inconscientes desse processo, com os conflitos e crenças do passado para que se pareça com o estado que consideram natural; mas, aqueles que são conscientes poderão aperceber-se das novas circunstâncias, contextos e “paisagens” pois, por mais que se pareçam com as rotinas, a energia é nova e impulsionadora.
O mesmo acontece com os sentimentos. É uma semana para confirmares o que sentes e abandonar o que sentiste. O que sentes apresenta-se tão belo e harmonioso, que até o sentes como algo desconhecido. E é aí que está a vantagem. Os sentimentos conhecidos costumam levar-te de forma natural a destinos já conhecidos. Os sentimentos desconhecidos têm o condão de impelir o teu ser para onde se encontrar a bondade. Levas a força do pai nas tuas ideias e os sentimentos da mãe no teu coração. Semana para gerares a Fé no teu sentir mais profundo.
Para os que iniciam projetos, atividades, mudam de residência ou assistem a transformações no seu trabalho, a semana apresenta-se com boas perspetivas. Surgirá Magia “Boa” e Santa para os incrédulos. Magia que será aceite com bondade ou negada pela Razão. Tu escolhes. Semana para perceberes que o destino quer que sejas feliz e que com ele trabalhes para construir um desenho repleto de beleza e realização. Sempre existirá oposição. Quem te critica irá convencer-te a procurares alternativas e dares explicações. Procuram uma saída que não existe e uma explicação que negue o que sentes. Preferem desgastar-se com aquilo que tem valor para ti e com os teus propósitos. Um conselho para esta semana: deixa de responsabilizar as circunstâncias negativas das coisas em que te propões trabalhar. Assume que criaste muitas dúvidas, medos e negatividade que, se não soubeste como as fazeres desaparecer no passado, hoje florescem com resultados fracassados. Nem tudo está perdido. Semana para voltar a criar, confiar e consolidar a Fé de que em finais de agosto a colheita voltará a brotar no campo dos teus talentos.
Semana para seres o que és e arquitetares o que sonhas. Para seres autêntico sem olhares para o rostro dos outros, e fazê-lo com humildade e respeito, equilíbrio e seriedade. Semana para te abrires às possibilidades e confiares em cada semente que cultivas no ambiente que te rodeia. Semana para confiar plenamente que tudo é possível, porque realmente é. E que, quando duvidas, surge o fantasma que tens vindo a alimentar durante anos. É justamente isto que devemos aprender, a saber que já atravessas-te a ponte do local onde criaste a tua desdita e a perceber que já não estás ali e deixes de trazer para o presente o que ficou para trás.
Esta semana, a tua alma espera o alimento preferido da espiritualidade: inspiração e assombro. Vai mais para além do otimismo e que é viver em gratidão permanente. Esta semana, a tua alma irá entrar em contacto com acontecimentos não explicáveis, mas antes admiráveis. O admirável leva-nos àquele local do Universo onde estão guardadas as luzes que iluminam os teus lugares obscuros. Ninguém merece arrepender-se do que aconteceu; é preferível iluminá-lo e abençoá-lo com a aprendizagem do que foi já vivido. Para que desgastar-se em sofrimentos desnecessários, se temos o Universo a quem agradecer e recorrer? Ninguém é condenado antes do tempo e, em cada pecado ou tormento, aparece a forma de entregar luz que abençoa. No meio da tua maldade, habita a bondade. Ambos abrem caminhos que criam o equilíbrio.

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

w

Conectando a %s